Um paraíso chamado Ramalho

Uma "ode" a uma velha senhora.

Cachoeira do Ramalho em Santa Barbara do Tugúrio a partir da Pousada e Parada Olhos D'água

A Cachoeira do Ramalho em Santa Bárbara do Tugúrio atrai visitantes de todos os cantos de Minas Gerais, do estado do Rio de Janeiro - inclusive da capital carioca - e até de São Paulo.


Dia destes, uma hóspede da Pousada & Parada Olhos D'água que estava viajando em um grupo de senhoras, de tão entusiasmada que ficou, fez uma "ode" a cachoeira, reproduzimos a seguir:


"Suas águas ao longe são como fios de cabelo branco de uma velha senhora. Quanto mais próximos vamos chegando, mais vai impressionando por sua juventude.


Ramalho pode ser nome de homem, pode ser sobrenome de mulher, mas aqui batiza essa velha e rejuvenescida, Cachoeira do Ramalho.


Me jogo aos seus barulhentos pés. Sento-me junto as suas pedras. Olho pro alto e a admiro. Não encontro seu fim. Relaxo com a água constante. Com o barulho incessante.


Faço várias fotos desse namoro. Registro suas curvas. Sua beleza. Mas é hora de partir. Ficarão lembranças, dessa velha senhora."


Para mais informações, peça na recepção da Pousada. A depender da disponibilidade, podemos indicar um Guia Local para auxiliar na realização desse passeio.


Cachoeira do Ramalho, Santa Bárbara do Tugúrio, MG

* Hospedagem em Santa Bárbara do Tugúrio é na Pousada & Parada Olhos D'água. Para fazer sua reserva e saber valores de diárias clique aqui.

 

Ode

1. entre os antigos gregos, poema lírico destinado ao canto. 2. poema lírico composto de estrofes de versos com medida igual, sempre de tom alegre e entusiástico.

3. forma coloquial de homenagear algo ou alguém (de forma inusual) (pt.BR).